MUCOSITE ORAL




A mucosite oral é considerada um dos efeitos colaterais mais debilitantes durante o tratamento oncológico. Acomete pacientes submetidos à radioterapia de cabeça e pescoço, quimioterapia e transplante de medula óssea.


Os casos de mucosite associados à quimioterapia desenvolvem-se após alguns dias de tratamento, enquanto a mucosite por radiação pode começar a aparecer durante a segunda semana de tratamento.


É caracterizada inicialmente por uma área eritematosa (avermelhada) podendo evoluir para grandes ulceras na cavidade oral. Geralmente as lesões são bastante dolorosas e os pacientes podem apresentar dificuldade em se alimentar, falar e realizar a higiene oral adequada.


O laser de baixa potência pode ser utilizado como tratamento ou de forma preventiva. Vale lembrar que nesse período é importante realizar a higiene oral de forma adequada para não favorecer o aparecimento de infecções e para isso deve-se utilizar escova extramacia com a quantidade de pasta tolerável pelo paciente.




5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo